“Da mesma forma, como o homem está destinado a morrer uma só vez e depois disso enfrentar o juízo.”
Hebreus 9.27

Existe um jogo de tabuleiro muito famoso que faz brincadeira com a vida, se anda pelas casas como as fases da vida, fazendo todos os tipos de escolha. Um jogo que fez muito sucesso e ainda faz entre a geração dos jovens apaixonados pelos jogos de tabuleiros. Você precisa saber que sua vida não é um jogo. Como diz o texto acima, nós só temos uma vida para viver, não podemos gastar essa vida de qualquer forma.

No jogo se você perder, você recomeça o jogo e pode ganhar ou perder novamente, e pode fazer isso quantas vezes quiser. Quando se acaba o jogo, você guarda o tabuleiro, fecha a caixa do jogo e não importa o resultado, as coisas voltam como estavam. Aquele “personagem” acaba conforme o jogo acaba, mas a sua vida continua. Sua vida não é um tabuleiro, você não foi chamado para jogar dados e “ver no que vai dar”. Você foi chamado a marcar sua geração, deixar um legado que honre a Deus e deixe marcas naqueles que ficarem.

O jogo tem como regra os carros (que são as peças que se movem no tabuleiro) façam parada obrigatória na “casinha” chamada CASAMENTO. Ali o participante é obrigado a colocar mais um pininho ao seu carro, ou seja, a partir desta etapa do jogo o jogador não caminha mais sozinho, mas sim com uma esposa, ou marido ao seu lado no jogo. Como estão hoje seus relacionamentos familiares?

Durante todo o jogo o participante tem que administrar seus recursos através de um salário, a cada vez que ele passa pela casinha “dia do pagamento”. Assim é no jogo, assim também é na vida, temos que aprender administrar nossos recursos. Se o dinheiro serve para te servir, muito bem! Agora se você é quem serve ao dinheiro, isso vai trazer prejuízos a sua vida.

O jogo tem uma regra de que dois carrinhos não podem ocupar a mesma casinha. Isso me faz entender que nós temos uma vida que é nossa vida, não podemos invejar a vida dos outros, nem desejar a vida dos outros. As casinhas do jogo são representadas por situações do jogo. Você não viverá a mesma situação que as pessoas, procure entender que o que você está passando está te dando uma história. E a questão não é ser melhor ou pior que a das pessoas, é diferente, é sua história. Não se importe com o que os outros estão vivendo, se importe com o que você está vivendo e avance nisso, prospere sua história e não se preocupe com a vida das pessoas.

Nós estamos na terra para cumprir um propósito, realizar nosso chamado. O jogo te dá duas opções: ser um empresário (começa como auxiliar ADM) ou escolher uma profissão (fazer alguma faculdade). Fazendo uma analogia, ou podemos viver para ser o “dono” do nosso chamado, ou deixamos isso nas mãos de Deus. Deus tem algo preparado para você desde sempre! Pense o seguinte: No céu, a sua biografia já está escrita, finalizada. A questão é se você vai viver os planos de Deus pra você ou não.

Filhos dizem respeito a continuidade das nossas vidas. Somos chamados a lançar uma geração na terra. O jogo em um momento específico proporciona aos participantes a adição de filhos aos “carrinhos”. Quando Deus planejou a sua vida, ele planejou uma família para você! Imprima ética, caráter e a vida de Deus na próxima geração. Que você prepare seus filhos para serem ainda melhores que você.

Cada casinha que você avança no jogo é uma situação que o jogo lhe reserva. Acidentes, algumas tragédias podem acontecer no decorrer do percurso. É assim no jogo, é assim na vida. No jogo da vida, ganha quem tiver mais dinheiro, que for o mais rico. Na vida real, não é sobre ter mais, acumular mais, adquirir mais. Na vida real, a questão é quem topa perder a sua vida para receber a vida de Deus.

A vida quer nos ensinar que o mais importante é a nossa vida, são os nossos planos, nossos projetos. Deus quer nos ensinar que o que mais importa é a vida dele em nós! É se morremos para as nossas vontades e permitimos a vida dele fluir através de nós! A questão não é como o jogo, que tem mais ganha! A questão da vida é que quem perde, GANHA! Perde a sua vida, GANHA A VIDA DE DEUS.

E aí, vai querer viver de um jogo, abrindo e fechando o tabuleiro, brincando com suas decisões e com os seus dias? Não brinque mais! Hoje leve a sério a sua vida, busque viver os propósitos de Deus de uma vez por todas!

Pr. Max Souza

Sem comentários